domingo , 17 novembro 2019

Prata dribla crise e se destaca na produção de queijos finos

O prefeito do município de Prata, localizado na região do Cariri paraibano, Júnior Nóbrega (PMDB), tem sido um dos poucos gestores que tem driblado a crise econômica que assola o país, especificamente a Paraíba, com o agravante a mais da crise hídrica, mas isso não tem sido empecilho para o prefeito.

Segundo ele, Prata tem dado exemplos significativos no setor do desenvolvimento sustentável e enfrentado a situação de maneira criativa, mesmo com a falta d’água, que compromete a economia agropecuária da região, que é bem pior, mas com parcerias especializadas e aproveitando o potencial da região com destaque para a criação de caprinos, a alternativa implementada foi viabilizar a produção de queijos do leite de cabra.

Conforme o prefeito, a produção de leite na região, que era de apenas 300 litros saltou para 1.500 litros de leite por dia e parte dele é destinado ao governo do Estado para atender ao Programa Pão e Leite e a outra parte é aproveitada na cooperativa formada por produtores e empresários da Caprivale, que estão produzindo queijos finos.

O impacto financeiro tem sido satisfatório e a arrecadação fica em torno de R$ 100 mil a 130 mil por mês.

“São queijos de alta qualidade e dos mais variados tipos e sabores, que têm sido apreciados nas degustações de eventos e comercializados no interior do Estado, e onde nós temos feito demonstrações, nossos produtos têm tido boa aprovação. A novidade para este final de ano é o queijo com sabor de vinho, que leva a assinatura da queijeira de mão cheia, Cida Nóbrega”, destacou.

Para Júnior Nóbrega, a crise existe em vários locais e na região do Cariri, ela veio com mais impacto porque além da financeira, há a crise hídrica, mas com a parceria entre a prefeitura, o governo do Estado e cooperativas, o município tem viabilizado alternativas para o povo. O município de Prata, que tem 4 mil habitantes, recebe água racionalizada da adutora do Açude do Congo, do município de Sumé.

“Mesmo com essas dificuldades, a produção de laticínios vem crescendo e se destacando como uma das principais fontes de renda de Prata. Eu como gestor, venho apostando nisso e tem sido uma maneira de abrir empregos diretos e indiretos para melhorar a qualidade de vida do povo. É precisão acabar com o fato de só as prefeituras de municípios pequenos serem a única fonte de renda, inchando a folha e sofrendo com os parcos repasses do FPM”, ressaltou.

A produção de laticínio na região do Cariri é desenvolvida pela Acop e Caprivale em parceria com a Prefeitura Municipal de Prata.